quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Sobre a reforma da Previdência proposta no atual governo corrupto do Brasil

Em sínteses: 

·       Mais uma vez, os “representantes do povo”, querem jogar toda a conta para o povo pagar. Aos políticos e marajás, nenhuma ou mínimas restrições.

·       Especialistas já demonstraram por vários cálculos e fatos: não há déficit na Previdência, mas muita má gestão, “laranjas”, corrupção, e injustiças.

·       “Tiro no pé”: se a população não vai poder se aposentar, aparecerão mais “empregos” para os jovens ingressantes no mercado de trabalho? Ou aumentará o desemprego?

·       Montante previdenciário: profissionais liberais, empresários, etc, vão escolher pagar a previdência? Ou buscar outras formas de reservas para remuneração na aposentadoria.

·       Àqueles às vésperas da aposentadoria: é justo mudarem as regras ao final do jogo?

·       Indignante: senhores todos já recebendo aposentadorias vultosas, desde pouco mais de 40 anos de idade, propondo que seu povo só tenha este benefício com mais de 20 anos de trabalho adicional ao que eles tiveram.

·       Globo e sua série de reportagens sobre trabalho para idosos: omitem ou disfarçam que tais idosos que decidem trabalhar já recebem suas aposentadorias,  e trabalham por opção. Não por obrigação!

 
Sobre artigo compartilhado por amigo, postado no “Esquerda Valente”, sobre reportagens da Globo sobre trabalho de idosos:

De fato achei a reportagem global inoportuna neste momento de indignação contra a Reforma da Previdência. Mas o texto dos “valentes”, excessivamente adjetivado, reacionário, e com argumentos especulativos ofuscam a ideia principal de reagirmos à proposta sem escrúpulos da reforma da Previdência.

E sim, tais reportagens globais, tem como hipótese a defesa do trabalho ser positivo para os idosos (isso é fato – vide o lindo filme “Sr. Estagiário), contudo pode favorecer – pode, para os mais “desavisados” ou distraídos – o apoio à Proposta de Reforma da Previdência do Governo.

Mas o artigo do Blog mistura alhos com bugalhos. Não vejo este tipo de artigo como positivo. 1) Ressalta a revolta e a ideologia partidária mais que o ponto em si: os reais absurdos da Reforma Proposta. 2) Argumentações fundamentais, baseadas em fatos são muito mais convincentes: Porque o aumento da idade quando há tempo de serviço é injusto? Porque a reforma não deve atingir quem já passou uma vida inteira dentro de uma regra assumir enormes prejuízos pela incompetência do governo, e ainda por cima, sem necessidade comprovada, de suposta crise previdenciária? Quais as incontáveis injustiças no sistema político e previdenciário do país precisam primeiro mudar? Cadê a Reforma Política? E a Tributária? Como admitir tantas benesses em um Congresso totalmente enlameado, onde não encontramos um nome sequer que ainda esteja limpo? E aquela conta que circulou em várias redes sociais que demonstra o roubo que é 45 anos de pagamentos previdenciários? (segue abaixo)

E 3) Para aumentar a perda de credibilidade do blog, inseriram abaixo do artigo, vídeo de uma senhora que fala admiravelmente bem – Gleise Hoffman, mas que já sabemos ser mega-demagoga. Sem comentários. Isso de defesa de políticos e partidos está mais que ultrapassado diante da nossa realidade política no país.


A conta da Previdência (não sei se o autor citado é real o autor)

“Vamos ver se a Previdência  é realmente deficitária, vejamos:

•Salário mensal...........R$ 880,00

•Contribuição INSS.....R$ 176,00 (patronal e empregado)

 Aposentadoria Integral  35 anos = 420 meses

 *Pegando a contribuição mensal de R$ 176,00 e aplicando-se o rendimento da poupança de 0,68% - Totaliza R$ 422.784,02

 Considerando-se a expectativa de vida em 75, e que em média o brasileiro se aposenta com 60 anos somente receberá a aposentadoria por 15 anos, porem o montante acumulado é suficiente para pagar 40 anos e 3 meses de salário equivalente a contribuição ou seja, segundo o cálculo feito 880,00 mensal, sem contar rendimentos.

O trabalhador receberá de volta do governo R$ 158.400,00 no total, ou seja, 37,5% daquilo que lhe foi tomado pelo governo. Engraçado que não vejo ninguém reclamando, resumindo:

Trabalhador PAGA       R$ 422.784,02

Trabalhador RECEBE    R$ 158.400,00

 Que negócio, não?

         Agora aumentando para 49 anos o trabalhador acumulará,

           R$ 1.365.846,02

e receberá menos, pois terá mais tempo de contribuição e menos de gozo da aposentadoria

Esses cálculos foram feitos pelo cientista político Itamar Portiolli de Oliveira, são reais e facilmente constatado em uma planilha, não são dados fictícios”.

Aproveito para reiterar meu posicionamento: insistir em usar o termo “golpe”, “governo golpista” é vã tentativa do Argumentum ad nauseum. Não adianta mais nada! Fatos:

 1.   A situação política e econômica no país é crítica. E não é somente por culpa do atual presidente e recentes antecessores. O Brasil vem caindo – CONTINUAMENTE ao longo de sucessivas DÉCADAS em termos de Educação, Segurança e Saúde. E a corrupção, crescente.

2.   Não há político atuante hoje, defensável – se você que me lê, conhecer algum, por favor me indique.

3.   É fundamental a mudança de valores da população e reformas críticas – principalmente a Reforma Política.

Enfim, há enorme perda de energias desperdiçadas em lamentações e defesas ideológicas, quando seriam mais nobres textos mais limpos e elegantes, imparciais. E vemos poucas propostas de solução. SOLUÇÃO: ParticipAÇÃO. Vide artigo, simples, mas que propõe um mínimo, um começo para que todos possam ajudar mais efetivamente: http://claressencia.blogspot.com.br/2016/11/ideias-de-acoes-por-um-pais-melhor.html

E, sim, apoio a Lava Jato! Não seria por supostamente “estarem deixando de incriminar bandido X ou partido Y”, como insistem alguns, que não vou apoiar uma operação que está indiciando todo um alfabeto de corruptos. Caso alguém conheça outro serviço que possa, em termos práticos, ajudar a limpar a sujeira da corrupção no país, por favor, também me indique.

 

Dica de leitura: Pentimento – Lillian Hellman (1905-1984)

Difícil fazer uma resenha de um livro autobiográfico com tantas histórias e que mais me pareceu que a autora viveu várias vidas. Com sensibilidade e prendendo nossa atenção, o livro torna o tempo leve e agradável, com personagens peculiares.
 
Eu não queria deixar de dar esta dica de lazer: prazerosíssima leitura para quem tiver mais sensibilidade e for mais afeito a histórias de vida real do que suspenses, romances ou literatura qualquer.
 
Algumas passagens são controversas: não entendi como Lillian tolerou tantos anos o maluco do Arthur Cowan, e lamentei o episódio com a tartaruga – paradoxal imaginar 2 intelectuais voltando a atitudes dos tempos das cavernas - muito bom pra ver como funciona o ser humano: Multifacetado. O capítulo teatro também foi meio travado, com tantas coisas malucas do mundo artístico. Por outro lado, sua "ação" para ajudar amiga Julia (que rendeu filme Oscar em 1977) contra o nazismo, foi exemplar.
  
Tendo sido escrito no século passado, demonstra que em alguns pontos, não evoluímos nada.
 
Colei abaixo textos de apresentações para dar mais detalhes. Só posso dizer que adorei e mais uma vez agradecer à querida Professora Liana, pela indicação!

"Pentimento" é o segundo e mais conhecido volume das memórias de Lillian Hellman (1905-1984). Nesta obra, lançada após "Uma Mulher Inacabada", a dramaturga norte-americana continua os relatos de suas atividades artísticas e do convívio com intelectuais da época. O título do livro revela o desejo da autora de jogar novas tintas sobre as lembranças de pessoas que marcaram a sua vida e sobre ela mesma.
Pentimento apresenta as memórias de Lillian Hellman, indo da infância à idade adulta, revendo diários, tecendo comentários sobre histórias e sentimentos. " Á medida que o tempo passa, a tinta velha em uma tela muitas vezes se torna trasparente. Quando isso acontece, é possível ver, em alguns quadros, as linhas originais, uma criança dá lugar a um cachorro e um gande barco não está mais em mar aberto. Isso se chama pentimento, porque o pintor se arrependeu, mudou de ideia.".



sábado, 7 de janeiro de 2017

Escreva um blog / Indique bons blogs

Bons motivos para fazer um Blog

Quando encontro uma pessoa que tem boas ideias, e principalmente bom nível de cosmoética – a ética multidimensional, cósmica, mais ampla que a ética humana, sempre me ocorre de sugerir à pessoa fazer o seu blog, para compartilhar suas ideias. Pode ser um ou dois parágrafo. Pode ser um artigo maior. Com ou sem imagem.

A internet hoje é acessada por bilhões de pessoas, sendo fonte de conteúdos – positivos e negativos. Contudo, é fato a predominância de bobagens, informações falsas, superficiais, e, pior, conteúdos de estímulo a beligerâncias, violência, e até conteúdos criminosos. Portanto, se você tem contribuições a dar por um mundo melhor, que favoreçam a reflexão positiva, criticidade, discernimento e tudo o mais que torne as pessoas melhores, compartilhe através de um Blog. Algumas sugestões de conteúdos:
  1. Sugestões e resenhas de livros, filmes, e seriados reflexivos.
  2. Experiências que geraram aprendizagens pessoais.
  3. Notícias construtivas – há enorme falha da mídia em divulgar boas notícias.
  4. Dicas de saúde – física, emocional, mental.
  5. Posicionamentos políticos sadios, eloquentes, anti-ideológicos.
  6. Sugestões de lazer sadio.
  7. Dicas de viagem.
  8. Técnicas de autopesquisa.
  9. Posicionamentos relacionados a valores, prioridades e propósitos de vida.
  10. Reflexões em temas interessantes como Ciência, Tecnologia, Ecologia, Psicologia, Conscienciologia, Educação, Cultura, Filosofia, Cidadania... o que identifica você?

Importante:

· O Facebook tem a vantagem da instantaneidade. Mas a enorme desvantagem de falta de organização. Dificilmente você vai acessar um post feito há alguns meses atrás. O Blog organiza as ideias por data e por categorias. E não é muito mais difícil de postar do que um Facebook.

· Escrever é treino. Tem pessoas com dificuldade de escrever. Duas dicas: ler bastante – amplia o dicionário cerebral e aumenta a comunicabilidade. E treinar!

· Vários livros de sucesso começaram com um blog.

· Exemplos de Blogs: o que compartilho diferentes assuntos http://claressencia.blogspot.com.br/
o de Inteligência Emocional: http://inteligenciaemocionalatodos.blogspot.com.br/ e 
o da especialista Juliana Nicolau: http://www.juliananicolau.com/

· Dica: Assista a Tertúlia Blog da especialista Juliana Nicolau, sob a ótica do Paradigma Consciencial: https://www.youtube.com/watch?v=pB_GPYa3NxI

· Ferramenta gratuita de construção de blog: https://www.blogger.com

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

SOBRE ALIENAÇÃO PARENTAL

Excelente defesa de tese enciclopédica (Verbete), por psicólogo especialista jurídico em Alienação Parental, André Lima. Link para Tertúlia: https://www.youtube.com/watch?v=s6gTwSORDL4

Seguem algumas pontuações interessantes:

Definição: A alienação parental é o ato ou efeito de interferir na formação psicológica da criança ou adolescente para repudiar e rejeitar pai ou mãe, por meio de campanha denegritória, promovida por algum destes ou quem tenha o menor sob autoridade, guarda ou vigilância, causando prejuízo no estabelecimento ou manutenção do vínculo com o(a) genitor(a).

1.       O fato de a criança ser a maior prejudicada em sua formação psicológica, comprometendo sua estabilidade emocional, mental, afetiva, e psíquica.

2.       O fato da alienação poder ser aguda ou sutil: o simples falar mal, configura a alienação parental.

3.       A gravidade do ato da alienação: uso da criança para vingar-se do outro genitor; proteção egoística; uso da criança para desabafo da raiva que sente do outro genitor (mesmo quando há razões para esta raiva); prejuízo na formação da criança; a crise e transtornos psi-cológicos provocados pela alienação parental acompanhando o indivíduo pelo resto da vida; a ilicitude da alienação parental.

4.        O fato de muitos fazerem alienação inconsciente: o alienador não percebe que está provocando alienação parental.

5.       Verdades ou mentiras, o alienador não deve falar mal do outro genitor.

6.       O fato de ser massivamente predominante os casos da mãe como alienadora parental.

7.       A alienação parental praticada por outros familiares.

8.       Vários exemplos: a mãe que faz falsa denúncia de abuso sexual pelo pai na criança; a mãe que faz o que pode, saindo de casa, ou fazendo outros programas com a criança, impedindo que o pai conviva mais com os filhos; a mãe que afirma recorrentemente “seu pai não presta”, “seu pai não quer saber de você”, “seu pai é ausente”.

9.       As graves consequências para a criança: compromete a autoestima, a autoconfiança,

10.   A origem da alienação parental nos sentimentos de vingança e ressentimentos advindos da separação;

11.   Às vezes, a criança é quem tem mais maturidade, e evita a alienação parental.

O autor cita 7 principais condutas de alienação parental previstas na lei da Alienação Parental:

1. Autoridade parental. Dificultar o exercício da autoridade parental.

2. Campanha. Realizar campanha de desqualificação da conduta do(a) genitor(a) no exercício da paternidade ou maternidade.

3. Contato. Dificultar o contato da criança ou adolescente com o(a) genitor(a).

4. Convivência. Dificultar o exercício do direito regulamentado de convivência familiar.

5. Denúncias. Apresentar falsa denúncia contra o(a) genitor(a), contra familiares deste, ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente.

6. Domicílio. Mudar domicílio para lugar distante, sem justificativa, visando dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com os familiares deste ou os avós.

7. Omissão. Omitir deliberadamente ao(à) genitor(a) informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço.

O verbete traz ainda as 20 principais alterações emocionais no desenvolvimento da personalidade na criança vítima de alienação parental. Acesse o verbete completo em: Alienação parental  http://www.tertuliaconscienciologia.org/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=3811&&Itemid=13




domingo, 1 de janeiro de 2017

PRESS RELEASE DO LIVRO 103 PÍLULAS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

PRESS RELEASE DO LIVRO 103 PÍLULAS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
Síntese adaptada a partir da apresentação e introdução

A Inteligência Emocional é um tema amplamente estudado no mundo inteiro e muito tem sido produzido, a partir de bases tanto científicas, como empíricas, para ajudar as pessoas interessadas em maior equilíbrio, principalmente com relação às emoções e relações pessoais.
Este pequeno livro não pretende aprofundar as bases conceituais e teóricas sobre o tema. Propõe-se, de maneira simples e objetiva, a apresentar reflexões e indicações para o que seja mais inteligente a ser adotado com relação às emoções e às escolhas pessoais, na busca por uma vida mais equilibrada e evolutiva.

Os curtos textos podem ser utilizados em momentos de dúvida ou crise pessoal, ou até como ponto de partida de reflexão íntima, para ampliar o entendimento da própria inteligência emocional. Podem ser lidos também para iniciar o dia com uma boa mensagem, ou para finalizar o dia revisando os erros e acertos, e preparar-se para o sono reparador com mais equilíbrio. Para cada “pílula” apresentada é utilizada a técnica “as perguntas são as respostas”, com a oferta de questionamentos, e em seu rodapé, indicações bibliográficas são apresentadas para quem desejar expandir as ideias relacionadas a cada prescrição.

A base da Inteligência Emocional é o Autoconhecimento. Sem este pré-requisito a pessoa tende a limitar sua consciência, a capacidade de discernimento e criticidade – elementos fundamentais a qualquer inteligência. Por esta razão, é sugerido ao leitor dedicar investimentos de tempo e recursos à autopesquisa pessoal, visando ao autoconhecimento e domínio de si mesmo. Para tanto, a cada pílula, e também ao final do livro, são indicadas algumas referências, prioritariamente selecionadas, para ampliação dos conhecimentos. Estímulos extras ao valor da leitura. A chave proposta é a da Autoevolução.
Diante do exposto, esta pequena farmacopeia naturalista propõe-se, de maneira modesta, a facilitar o acesso às possibilidades inteligentes. Importante lembrar a máxima: “a diferença entre o veneno e o remédio é, muitas vezes, uma questão de dose”. É fundamental o discernimento para o equilíbrio, a ponderação, a evitação de excessos. Assim, sendo um livro de bolso, as pílulas ficam acessíveis a qualquer um, a qualquer momento, adequadas quando usadas na dose certa. Esperamos que esta singela contribuição possa ajudar na jornada evolutiva da vida, no dia a dia das pessoas.

Imagens

Quando idealizei este livro, desejei que ele fosse também belo, com imagens para deleite, um livro-presente, mais que palavras. As imagens escolhidas, falam para além dos conteúdos manuscritos. São, por si mesmas, pílulas preciosas, multiplicando a força e os significados dos textos.

A temática da natureza não poderia ser melhor. A natureza abrange inteligências até mais avançadas que a emocional, representa e justifica o valor maior, altruísta, da Responsabilidade Planetária. Dela decorre nossa sobrevivência, belezas indescritíveis, pura expressão dos valores mais nobres do Planeta Terra. A seleção das fotos do fotógrafo Rildo Moura foi motivada pelo gosto por paisagens selvagens e da formação em Oceanografia que me vinculou ao mar.

A AUTORA
Clara Emilie Boeckmann Vieira
Clara Emilie Boeckmann Vieira nasceu em Recife e é Servidora Pública. Engenheira, Mestre em Oceanografia e estudante de Psicologia, ministra cursos de Inteligência Emocional desde 2011. É também voluntária e pesquisadora da Conscienciologia e cofundadora da Organização da Sociedade Civil EDUCAVIDA.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

LIVRO: 103 PÍLULAS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Este livro de bolso é uma megassíntese de todas as ações compartilhadas nos cursos de Inteligência Emocional. Espero que funcione tal como uma caixinha de remédios naturais, cujo funcionamento estará a depender dos investimentos pessoais de cada um na absorção e aplicação prática de cada pílula.

Você tem mais de 103 motivos para adquirir este livro. Além dos 103 possíveis remédios naturais:

1) Presentear pessoas queridas, com um instrumento para promover momentos de acalmia, inspiração, deleite, sugestões, reflexão, fortalecimento da saúde integral e possível cura de vários males psicossomáticos. Tudo isso em um presente de baixo custo; 

2) São 103 temas evolutivos para quem quer investir no autodesenvolvimento, e as fotografias de Rildo Moura trazem um valor agregado incomparável. Surpreenda-se com os fantásticos olhares e lugares;

3) Contribuir para as ações sociais da OSC Educavida, voltadas para jovens de classes sociais menos favorecidas. Toda a renda da venda do livro será revertida para estas ações.

Você pode adquirir diretamente comigo (claraemilie7@gmail.com), ou com Pagseguro pelo link abaixo.

Mais informações: Continumm Desenvolvimento Humano e Organizacional 

PRESS RELEASE DO LIVRO 103 PÍLULAS DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
Síntese adaptada a partir da apresentação e introdução

A Inteligência Emocional é um tema amplamente estudado no mundo inteiro e muito tem sido produzido, a partir de bases tanto científicas, como empíricas, para ajudar as pessoas interessadas em maior equilíbrio, principalmente com relação às emoções e relações pessoais.
Este pequeno livro não pretende aprofundar as bases conceituais e teóricas sobre o tema. Propõe-se, de maneira simples e objetiva, a apresentar reflexões e indicações para o que seja mais inteligente a ser adotado com relação às emoções e às escolhas pessoais, na busca por uma vida mais equilibrada e evolutiva.

Os curtos textos podem ser utilizados em momentos de dúvida ou crise pessoal, ou até como ponto de partida de reflexão íntima, para ampliar o entendimento da própria inteligência emocional. Podem ser lidos também para iniciar o dia com uma boa mensagem, ou para finalizar o dia revisando os erros e acertos, e preparar-se para o sono reparador com mais equilíbrio. Para cada “pílula” apresentada é utilizada a técnica “as perguntas são as respostas”, com a oferta de questionamentos, e em seu rodapé, indicações bibliográficas são apresentadas para quem desejar expandir as ideias relacionadas a cada prescrição.

A base da Inteligência Emocional é o Autoconhecimento. Sem este pré-requisito a pessoa tende a limitar sua consciência, a capacidade de discernimento e criticidade – elementos fundamentais a qualquer inteligência. Por esta razão, é sugerido ao leitor dedicar investimentos de tempo e recursos à autopesquisa pessoal, visando ao autoconhecimento e domínio de si mesmo. Para tanto, a cada pílula, e também ao final do livro, são indicadas algumas referências, prioritariamente selecionadas, para ampliação dos conhecimentos. Estímulos extras ao valor da leitura. A chave proposta é a da Autoevolução.
Diante do exposto, esta pequena farmacopeia naturalista propõe-se, de maneira modesta, a facilitar o acesso às possibilidades inteligentes. Importante lembrar a máxima: “a diferença entre o veneno e o remédio é, muitas vezes, uma questão de dose”. É fundamental o discernimento para o equilíbrio, a ponderação, a evitação de excessos. Assim, sendo um livro de bolso, as pílulas ficam acessíveis a qualquer um, a qualquer momento, adequadas quando usadas na dose certa. Esperamos que esta singela contribuição possa ajudar na jornada evolutiva da vida, no dia a dia das pessoas.

Imagens
Quando idealizei este livro, desejei que ele fosse também belo, com imagens para deleite, um livro-presente, mais que palavras. As imagens escolhidas, falam para além dos conteúdos manuscritos. São, por si mesmas, pílulas preciosas, multiplicando a força e os significados dos textos.

A temática da natureza não poderia ser melhor. A natureza abrange inteligências até mais avançadas que a emocional, representa e justifica o valor maior, altruísta, da Responsabilidade Planetária. Dela decorre nossa sobrevivência, belezas indescritíveis, pura expressão dos valores mais nobres do Planeta Terra. A seleção das fotos do fotógrafo Rildo Moura foi motivada pelo gosto por paisagens selvagens e da formação em Oceanografia que me vinculou ao mar.

A AUTORA
Clara Emilie Boeckmann Vieira nasceu em Recife e é Servidora Pública. Engenheira, Mestre em Oceanografia e estudante de Psicologia, ministra cursos de Inteligência Emocional desde 2011. É também voluntária e pesquisadora da Conscienciologia e cofundadora da Organização da Sociedade Civil EDUCAVIDA.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

DICA DE LEITURA: DESENVOLVIMENTO DA PROJETABILIDADE LÚCIDA


Este livro é uma abordagem científica deste fenômeno registrado desde a História Antiga por incontáveis autores.

A pesquisadora Tatiana Lopes investiu mais de 12 anos no tema, desenvolvendo metodologia própria, posto que nunca havia tido a experiência da saída lúcida do corpo de maneira técnica e programada. 

O desenvolvimento da Projetabilidade Lúcida permite a compreensão da multidimensionalidade em que vivemos, e ajuda a ampliar o autodiscernimento e a interassistência nas diferentes dimensões intrafísicas e extrafísicas.

Justificando ainda mais a sugestão de leitura, a Projeção Lúcida oferece, entre outros, 3 grandes BENEFÍCIOS:

• A comprovação de que a morte não existe;
• A experimentação de fenômenos projetivos como volitação, retrocognições e pré-cognições;
• A ampliação das oportunidades de encontros e interassistência com consciências intrafísicas e extrafísicas na multidimensionalidade.